Untitled Document
ARTIGOS - Marido ou Muleta?

Marido ou Muleta?

 

Quantas vezes ouvimos histórias de mulheres que não são felizes, mas mantém um casamento á qualquer preço, simplesmente pelo fato da sociedade impor a regra de que o matrimônio é fundamental?

A felicidade está dentro de cada um, independente de outras pessoas. Ninguém precisa de uma companhia para ser feliz. É claro, se já existe um relacionamento saudável, com cumplicidade, lealdade, respeito, amor e troca, é um complemento de bem estar, ou seja, “Sou feliz comigo mesma e também na relação amorosa”. O que não pode acontecer é “Só estou feliz quando tenho alguém”.

Embora seja muito agradável estar apaixonada, não se pode acreditar que uma pessoa só é completa se tem um marido. Inúmeras mulheres são realizadas, mas estão solteiras, e por escolha.

Acredito que é muito mais importante buscar qualidade de vida e bem estar, do que procurar uma pessoa qualquer somente para mudar o estado civil.

Não se coloque nas mãos dos outros!!!

Ninguém melhor do que você para saber o que é melhor para sua própria vida!

Um relacionamento tem que existir como complemento de felicidade, e não como dependência.

Faça um teste:

Escreva em um papel todas as características que acha importante em um parceiro. Em seguida, coloque o grau de importância que tem pra você cada uma delas (de 0 a 10). Ao lado faça uma nova avaliação, mas usando o critério de retorno do companheiro, de 0 a 10 também.

 

Por exemplo:

 

Características

Grau de importância

Ele corresponde

Leal

10

7

Batalhador

8

8

Comunicativo

9

10

?

?

?

 

Some os resultados e compare as notas. Quanto foi a soma do que é importante pra você e quanto seu parceiro corresponde? Se a diferença for pequena vocês estão de parabéns. Se não, for tem alguma coisa errada. Você pode estar exigindo demais ou não existe afinidade neste relacionamento.

 

 

 

O que quero deixar muito claro, é que se for para colocar em sua vida alguém que não valha a pena, não coloque ninguém.

Relacionamento é para ser saudável, com troca, carinho, respeito, cumplicidade e lealdade. Se uma história de amor não tiver essas características, NÃO É UMA HISTÓRIA DE AMOR.

Busque qualidade de vida, bem estar, realização pessoal e profissional. Isso está nas mãos de cada um de nós.

A vida passa muito rápido, portanto, sempre que olhar para trás, pense que viveu intensamente cada momento, mas sempre se respeitando. Nunca permita que ninguém tire seu brilho nem seu sorriso, mas sim que realce o seu valor.

 

Alexandra Bertani

Psicóloga Clínica

CRP 62279

 

 

 

 




Voltar para Artigos
Psicologia Mooca - Todos os Direitos ReservadosRua Tobias Barreto, 578 - Mooca - São Paulo - SP - Tel. 11 2601-8092 - Whatsapp +5511962757814